Hábitos e Nutrição Fit



19/11/2017


A Vitamina K é muito importante para o nosso organismo, a mesma, é dividida em K1, K2 e K3. 

VITAMINA K: VOCE JÁ A USOU  HOJE?


💚 A Vitamina K1 é fornecida pelos vegetais;

💚 Vitamina K2 tem a sua produção pela nossa flora intestinal;

💚 Vitamina K3 é produzida em laborátorios, sendo esta Vitamina K3 utilizada para a produção de Suplementos e com melhor absorção pelo nosso organismo.

"Porque usar SUPLEMENTOS para reforçar e complementar a sua dieta alimentar diariamente" 

A vitamina K é necessária para a coagulação do sangue, o que significa que ajuda as feridas a cicatrizar adequadamente.

Há também algumas evidências de que a vitamina K pode ajudar a manter os ossos saudáveis.

Onde podemos encontrar a vitamina K:

💪Nos Vegetais de folhas verdes, como brócolis e espinafre;

💪 Em óleos vegetais;

💪 Nos grãos de cereais;

💪Nas frutas como abacate, açaí, ameixa seca, amora, bana, figo, kiwi, limão e uva.

💪 Em pequenas quantidades também podem ser encontradas em carne e produtos lácteos.

Benefícios da Vitamina K:

👉 Ajuda com a saúde do coração;

👉 Melhora a densidade dos ossos;

👉 Ajuda com a TPM;

👉 Combate o cancer;

👉 Ajuda com as funções cerebrais;

👉 Ajuda a manter a saúde dos dentes; 

Quanta vitamina K eu preciso?

Os adultos precisam de aproximadamente 1 mcg por dia de vitamina K por cada quilograma de peso corporal.

"Suplementos: Quais os mais populares para as mulheres."
 
Por exemplo, alguém que pesa 65kg precisaria de 65mcg por dia de vitamina K, enquanto uma pessoa que pesa 75kg precisaria de 75mcg por dia.
Você deve obter toda a vitamina K que você precisa comendo uma dieta variada e equilibrada.
Qualquer vitamina K que seu corpo não precisa imediatamente é armazenada no fígado para uso futuro, então você não precisa dele em sua dieta todos os dias.

O que acontece se eu tomar muita vitamina K?

Não há provas suficientes para saber quais os efeitos nocivos que podem ocorrer se tomar doses elevadas de suplementos de vitamina K a cada dia.

O que o Departamento de Saúde aconselha?

Você deve obter toda a vitamina K que você precisa comendo uma dieta variada e equilibrada. Se você tomar suplementos de vitamina K, não tome muito, pois isso pode ser prejudicial. Portando, Use o seu bom senso e tome somente a quantidade indicada no rótulo.

CONHEÇA AGORA O >> GUIA << DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA INICIANTES 

04/11/2017

O que são os Radicais Livres?
  
Por que eles estão prejudicando o corpo humano?
  
E como a vitamina E e os outros nutrientes antioxidantes ajudam a proteger o corpo contra danos dos Radicais Livres?

Por que comer 5-8 porções por dia de frutas e vegetais antioxidantes podem beneficiar sua saúde?


SALVE O SEU CORPO DO CONSTANTE ATAQUE OXIDATIVO
O corpo está sob constante ataque de estresse oxidativo.

O oxigênio no corpo se divide em átomos únicos com elétrons não pareados. Os elétrons gostam de estar em pares, então esses átomos, chamados de Radicais Livres, eliminam o corpo para buscar outros elétrons para que eles possam se tornar um par. E isso causa danos às células, às proteínas e ao DNA.
    
Os Radicais Livres estão associados a doenças humanas, incluindo câncer, aterosclerose, doença de Alzheimer, doença de Parkinson e muitos outros. Eles também podem ter um vínculo com o envelhecimento, que foi definido como uma acumulação gradual de dano de Radicais Livres, de acordo com Christopher Wanjek, o colunista de Bad Medicine da Live Science.

 "Porque usar SUPLEMENTOS para reforçar e complementar a sua dieta alimentar diariamente" 
As substâncias que geram Radicais Livres podem ser encontradas nos alimentos que comemos, nos medicamentos que tomamos, no ar que respiramos e na água que bebemos, de acordo com o Projeto de Educação de Huntington para Educação na Universidade de Stanford.

Essas substâncias incluem alimentos fritos, álcool, fumaça do tabaco, pesticidas e poluentes do ar.

Os Radicais Livres são os subprodutos naturais dos processos químicos, como o metabolismo.

O Dr. Lauri Wright, um nutricionista registrado e um professor assistente de nutrição na Universidade do Sul da Flórida, disse:
  
"Basicamente, penso em radicais livres como produtos de resíduos de várias reações químicas na célula que, quando construídas, prejudicam as células do corpo."
  
No entanto, os Radicais Livres são essenciais para a vida, escreveu Wanjek em 2006. A capacidade do corpo de transformar o ar e os alimentos em energia química depende de uma reação em cadeia dos Radicais Livres. Os Radicais Livres também são uma parte crucial do sistema imunológico, flutuando pelas veias e atacando invasores estrangeiros.

O perigo de Radicais Livres

De acordo com a Rice University, uma vez que os Radicais Livres são formados podem ocorrer uma reação em cadeia. O primeiro Radical Livre tira um elétron de uma molécula, o que desestabiliza a molécula e a transforma em um Radical Livre. Essa molécula então tira um elétron de outra molécula, desestabilizando-a e ajustando-a em um Radical Livre. Este efeito dominó pode eventualmente interromper e danificar a célula inteira. A reação em cadeia dos Radicais Livres podem levar as membranas celulares quebradas, que podem alterar o que entra e sai da célula, de acordo com a Harvard School of Public Health. A reação em cadeia pode mudar a estrutura de um lipídio, tornando mais provável a ficar preso em uma artéria. As moléculas danificadas podem mutar e crescer tumores. Ou, o dano em cascata pode mudar o código do DNA.

O estresse oxidativo ocorre quando há muitos Radicais Livres e demais danos celulares. O estresse oxidativo está associado ao dano de proteínas, lipídios e ácidos nucleicos, de acordo com um artigo na revista Pharmacognosy Review. Vários estudos ao longo das últimas décadas sugeriram que o estresse oxidativo desempenha um papel no desenvolvimento de muitas condições, incluindo degeneração macular, doenças cardiovasculares, certos tipos de câncer, enfisema, alcoolismo, doença de Alzheimer, doença de Parkinson, úlceras e todas as doenças inflamatórias, como artrite e lúpus.

"Suplementos: Quais os mais populares para as mulheres."
  
Os Radicais Livres também estão associados ao envelhecimento. "A teoria dos Radicais Livres do envelhecimento afirma que envelhecemos devido ao dano dos Radicais Livres ao longo do tempo", disse Wright. Os Radicais Livres podem danificar o código de instrução do DNA, fazendo com que nossas novas células cresçam incorretamente, levando ao envelhecimento.

Sintomas do estresse oxidativo

De acordo com um artigo de 2010 em Methods of Molecular Biology, não há sintomas oficialmente reconhecidos de estresse oxidativo. De acordo com o site do médico naturopático Dr. Donielle Wilson, no entanto, os sintomas incluem fadiga, dores de cabeça, sensibilidade ao ruído, perda de memória e neblina cerebral, dor muscular e articular, rugas e cabelos grisalhos, problemas de visão e imunidade diminuída.

Testando Radicais Livres

Não é possível medir diretamente a quantidade de Radicais Livres no corpo, de acordo com a Rice University. De acordo com um artigo de 2000 na Revista Americana de Nutrição Clínica existem métodos indiretos de medir o estresse oxidativo, geralmente envolvendo análise dos subprodutos da peroxidação lipídica. O artigo adverte que todos os métodos devem ser usados com cautela devido à falta de precisão, validade ou ambos.

O artigo mais recente em Methods of Molecular Biology afirma que os kits para testar o estresse oxidativo estão cada vez mais disponíveis, embora sua precisão e validade ainda estejam sob escrutínio.

Antioxidantes e Radicais livres

Os antioxidantes mantêm os Radicais Livres sob controle.

Os antioxidantes são moléculas nas células que impedem os Radicais Livres de tirar elétrons e causar danos.

Os antioxidantes são capazes de dar um elétron para um Radical Livre sem se desestabilizar, interrompendo assim a reação em cadeia dos Radicais Livres.
 
"Os antioxidantes são substâncias naturais cujo trabalho é limpar os Radicais Livres. Assim como a fibra limpa os produtos de resíduos nos intestinos, os antioxidantes limpam o desperdício de Radicais Livres nas células", disse Wright.
  
Antioxidantes bem conhecidos incluem betacaroteno e outros carotenoides, luteína, resveratrol, vitamina C, vitamina E, licopeno e outros fitonutrientes.

Nosso corpo produz alguns antioxidantes por conta própria, mas uma quantidade insuficiente. O estresse oxidativo ocorre quando existe um desequilíbrio de Radicais Livres e antioxidantes (muitos Radicais Livres e muito poucos antioxidantes), de acordo com o Pharmacognosy Review.

Os antioxidantes podem ser adquiridos através da dieta.

"Os antioxidantes são abundantes em frutas e vegetais, especialmente frutas e vegetais coloridos", disse Wright. "Alguns exemplos incluem bagas, tomates, brócolis, espinafre, nozes e chá verde".
 
Os antioxidantes tornaram-se bem conhecidos na década de 1990, quando os cientistas começaram a perceber os possíveis efeitos dos Radicais Livres no desenvolvimento do câncer, aterosclerose e outras condições crônicas. Durante as décadas subsequentes, os cientistas realizaram muitos estudos sobre os efeitos dos antioxidantes com resultados mistos. Wright deu alguns exemplos. "Um estudo de seis anos, sobre doenças oculares relacionadas a idade, descobriu que uma combinação de vitamina C, vitamina E, beta-caroteno e zinco ofereceu alguma proteção contra o desenvolvimento da degeneração macular avançada relacionada a idade".
Por outro lado, Wright mencionou que um teste de betacaroteno entre homens finlandeses que eram fumantes pesados encontrou um aumento no câncer de pulmão entre aqueles que tomavam suplementos de betacaroteno.
 
Os cientistas não entendem completamente os resultados mistos dos ensaios ou o mecanismo exato que torna os antioxidantes eficazes ou ineficazes contra os Radicais Livres, mas de acordo com Wright, os resultados do estudo sugerem que é mais eficaz e potencialmente mais seguro obter antioxidantes através de alimentos inteiros em vez de suplementos.

Radicais Livres e exercícios

De acordo com um artigo em Biochemical Society Transactions, o exercício aeróbio intenso pode induzir o estresse oxidativo. A queima de combustível no exercício cardiovascular de alta intensidade causa reações químicas que fazem com que os Radicais Livres se formem a um ritmo mais rápido. Esta não é uma desculpa para ignorar
a academia, no entanto. De acordo com um artigo do American Journal of Clinical Nutrition, o treinamento frequente para exercícios parece reduzir o estresse oxidativo inicialmente provocado pelo exercício. Isso ocorre porque o exercício físico regular aumenta as defesas antioxidantes. Estimulada pela preocupação de que o exercício intenso poderia causar estresse oxidativo, vários estudos foram realizados para analisar os efeitos da suplementação antioxidante para os atletas. O artigo da American Journal of Clinical Nutrition disse que o exercício suplementar de alta intensidade com suplementos antioxidantes não produziram efeitos benéficos, no entanto. O exercício regular sozinho foi suficiente para construir defesas antioxidantes contra o estresse oxidativo induzido pelo exercício inicial. Portanto, fora de forma e exercitadores infrequentes que fazem um ataque espontâneo de atividade física intensa pode invocar o estresse oxidativo, enquanto aqueles que estão consistentemente ativos não devem se preocupar.

Conheça o método das FAMOSAS
para perder 4 kg em até 7 dias
>>CLICK AQUI<<




02/11/2017


Seu corpo contém centenas de hormônios que circulam dentro do seu sangue ou armazenados em vários tecidos do seu corpo;
     
A manutenção de um nível adequado de cada hormônio é importante;
     
Muito ou pouco de um único hormônio pode levar a um desequilíbrio hormonal.

VITAMINA D: Essencial para Saúde da Mulher


Você sabia que a vitamina D, um nutriente essencial, desempenha um papel na produção ou na atividade biológica de hormonas seletas e, portanto, pode desempenhar um papel em alguns tipos de desequilíbrios hormonais.


 "Porque usar SUPLEMENTOS para reforçar e complementar a sua dieta alimentar diariamente" 

Efeito sobre as hormonas Paratireoides a vitamina D em seu corpo interage e tem um efeito sobre a secreção de hormônios de suas glândulas Paratireoides. As glândulas, localizadas no seu pescoço, secretam hormônio Paratireoide, uma molécula de sinalização que ajuda a regular o cálcio no seu corpo.
     
A liberação de hormônio Paratireoide promove a ativação da vitamina D dentro de suas células, o que, por sua vez, leva à regulação do cálcio.
   
Uma deficiência de vitamina D pode levar à liberação anormal do hormônio Paratireoidiano.

Uma vez que, na ausência de vitamina D, seu corpo não responde ao hormônio Paratireoide, sua glândula hormonal começa a produzir quantidades
muito elevadas do hormônio para compensar. Ao longo do tempo, isso pode levar a um desequilíbrio hormonal devido a altos níveis de hormônio Paratireoide circulante.
  
Uma deficiência de vitamina D também pode ter um efeito na glândula Pituitária, um hormônio pequeno no seu cérebro que produz uma gama de hormônios.

Um aspecto crucial para a regulação da função Pituitária é o controle sobre o crescimento de células Pituitárias; O crescimento hipofisário anormal pode levar ao desenvolvimento de tumores, o que pode, por sua vez, perturbar a função Pituitária normal e causar um desequilíbrio hormonal.

Um estudo publicado em "Brain Pathology" em 2006 identifica a vitamina D como importante na regulação do crescimento de células Pituitárias e indica que a vitamina pode ajudar a tratar alguns tumores da hipófise. 
   
Como resultado, a vitamina D pode ajudar a prevenir um desequilíbrio hormonal da hipófise em alguns casos.

Vitamina D e Estrogênio

Em alguns casos, o tratamento com suplementos de vitamina D pode ajudar a aliviar os sintomas associados a mudanças rápidas nos níveis hormonais. Os desequilíbrios hormonais causados ​​por uma produção anormal de estrogênio no corpo de uma mulher pode ocorrer como um efeito colateral em alguns tratamentos de câncer, cirurgias ou pode ocorrer naturalmente como resultado da menopausa.

Este baixo estrogênio pode ser prejudicial, aumentando o risco de osteoporose.

Tomar vitamina D pode ajudar a prevenir a perda óssea causada por baixos níveis de estrógeno no sangue, de acordo com o Centro Médico da Universidade de Maryland.
  
A vitamina D equilibra os hormônios femininos?
  
Os dois principais hormônios femininos, Estrogênio e Progesterona desempenham papéis essenciais na reprodução, o desenvolvimento de uma mulher, bem como sua fertilidade ao longo da Vida.
  
Esses hormônios interagem não apenas com órgãos reprodutivos femininos, mas também com outros tecidos em todo o corpo para ajudar a manter a saúde de uma mulher.
  
A vitamina D pode complementar a função de alguns hormônios femininos e essas interações de hormônio vitamínico podem desempenhar um papel benéfico na prevenção de doenças.
 
Importância no câncer de mama.
  
Alguns casos de câncer de mama se desenvolvem devido a um desequilíbrio nos hormônios femininos, o que pode levar ao desenvolvimento anormal de seios.

Normalmente, os hormônios, o Estrogênio e a Progesterona controlam o crescimento da mama e as variações nos níveis desses hormônios permitem ciclos de crescimento durante cada ciclo menstrual.
  
A função anormal de Estrogênio ou Progesterona pode promover o desenvolvimento do câncer de mama.
     
Um estudo publicado em "Cancer Causes & Control" em março de 2010 indica que a vitamina D pode ajudar a equilibrar os níveis de Estrogênio e Progesterona em mulheres jovens e ajudar a prevenir um desequilíbrio hormonal que possa promover o câncer de mama.
   
Efeito na menopausa
    
O efeito da vitamina D nos hormônios femininos também pode ser importante para as mulheres que entram na menopausa.

No início da menopausa, as mulheres experimentam naturalmente um desequilíbrio hormonal caracterizado por baixos níveis de Estrogênio, uma vez que os ovários deixam de produzir o hormônio.

Muitas mulheres corrigem esse desequilíbrio ao receber terapia hormonal, o que aumenta o nível de Estrogênio na corrente sanguínea.

A vitamina D pode complementar a terapia com Estrogênio em mulheres na menopausa e ajudar a prevenir a perda óssea que pode ocorrer como resultado de um baixo estrogênio.
   
A vitamina D também ajuda a regular a quantidade de cálcio e fosfato no organismo.
  
Esses nutrientes são necessários para manter os ossos, dentes e músculos saudáveis.
 
A falta de vitamina D pode levar a deformidades ósseas, como raquitismo em crianças e dor óssea causada por uma condição chamada osteomalácia em adultos.

Veja agora as boas fontes de vitamina D.
 
A maioria das pessoas devem obter toda a vitamina D que elas precisam da luz solar. O corpo cria a vitamina D a partir da luz solar direta na pele quando ao ar livre.

Nos meses de pouca luz solar, não recebemos bastante vitamina D.
 
A vitamina D pode ser encontrada em um pequeno número de alimentos, as fontes incluem:
 
💊
Peixe oleoso - como salmão, sardinha, arenque, cavala e atum fresco;

💊 Carne vermelha;

💊 Fígado;

💊 Gemas de ovo;

💊 Alimentos fortificados - como a maioria dos spreads de gordura e alguns cereais de café da manhã

Outra fonte para se obter a vitamina D é o suplemento dietético.

"Suplementos: Quais os mais populares para as mulheres."
   
Quanta vitamina D é necessária para uma pessoa ingerir?
  
O Departamento de Saúde recomenda que:
 
💊 Os bebês alimentados com fórmulas não devem receber um suplemento de vitamina D até que tenham menos de 500 ml de fórmula infantil por dia, uma vez que a fórmula para lactentes é fortificada com vitamina  D;

💊 Os bebês até a idade de um ano precisam de 8,5 a 10mcg de vitamina D por dia.

💊 Crianças com idade de 1 a 4 anos e adultos precisam de 10mcg de vitamina D por dia. Isso inclui mulheres grávidas e amamentando e pessoas com risco de deficiência de vitamina D.

Você também pode obter toda vitamina D que seu corpo precisa vinda do Sol.
 
Nos meses em que a luz solar é mais forte, a maioria das pessoas podem obter toda a vitamina D que eles precisam através da luz solar em sua pele e de uma dieta equilibrada. 


CONHEÇA AGORA O >> GUIA << DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA INICIANTES
               
Você pode optar por não tomar suplemento de vitamina D durante esses meses.
 
 
Durante o outono e o inverno, você precisa obter vitamina D da sua dieta porque o sol não é suficientemente forte para que o corpo faça vitamina D.
  
Pode ser difícil para as pessoas obterem bastante vitamina D apenas com alimentos, todos (incluindo mulheres grávidas e amamentando) devem considerar tomar um suplemento diário contendo 10mcg de vitamina D durante o outono e o inverno.
   
Você pode comprar suplementos de vitamina D na maioria das farmácias e supermercados.

Para as Pessoas com risco de deficiência de vitamina D
 
Algumas pessoas não terão vitamina D suficiente da luz solar porque têm muito pouca ou nenhuma exposição solar.
 
O Departamento de Saúde recomenda que você tome um suplemento diário contendo 10mcg de vitamina D ao longo do ano, se você:
 
💊 Geralmente não tem o costume de sair ao ar livre; 

💊 Se estiver em uma instituição como uma casa de cuidados de pessoas da terceira idade;

💊 Usar roupas que cobrem a maior parte de sua pele quando ao ar livre;

💊 É de um grupo étnico com pele escura, que vivem em países com baixa incidência solar, você também não pode obter bastante vitamina D da luz solar.
   
Você deve considerar tomar um suplemento diário contendo 10mcg de vitamina D ao longo do ano.

Entre as doenças que podem estar relacionadas com a falta de vitamina D podemos citar:
 
💀
Câncer
💀 Doenças cardiovasculares
💀 Hipertensão
💀 Diabetes
💀 Doença de Alzheimer
💀 Esclerose múltipla
💀 Doenças autoimunes

O que acontece se eu tomar muita vitamina D?
 
💊 Tomar muitos suplementos de vitamina D durante um longo período de tempo pode causar excesso de cálcio no corpo (hipercalcemia). Isso pode enfraquecer os ossos e danificar os rins e o coração.

💊 Se você optar por tomar suplementos de vitamina D, 10mcg por dia serão suficientes para a maioria das pessoas.

💊 Não tome mais de 100mcg de vitamina D por dia, pois pode ser prejudicial. Isso se aplica a adultos, incluindo mulheres grávidas e amamentando e idosos, e crianças de 11 a 17 anos.

💊 As crianças de 1-10 anos não devem ter mais de 50mcg por dia. Bebês menores de 12 meses não devem ter mais de 25mcg por dia.

💊 Algumas pessoas têm condições médicas que significam que não podem ser capazes de tomar com segurança tanto quanto possível.

Em caso de dúvida, você deve consultar o seu médico.

Se o seu corpo não faz muita vitamina D a partir da exposição ao sol, lembre-se sempre de encobrir ou proteger sua pele se você estiver no sol por longos períodos, para reduzir o risco de danos na sua pele e o câncer de pele.
 
Em geral, pessoas de pele clara precisam de 5 a 10 minutos de exposição solar 2 a 3 vezes por semana. Já pessoas de pele mais escura precisam de 30 minutos, três vezes por semana para obter o mesmo resultado.

O sol do início da manhã ou no final da tarde é muito fraco, não tendo capacidade de estimular a produção de vitamina D.
 
Considerações Finais

Você pode ajudar a prevenir alguns tipos de desequilíbrios hormonais, evitando uma deficiência de vitamina D.
  
Exposição moderada ao sol, às vezes tão pouco quanto alguns minutos no sol entre as 10 horas da manhã e as 15 horas da tarde. Permite que sua pele faça vitamina D para manter seus níveis hormonais.

Se você vive em um clima de alta latitude ou recebe pouca exposição ao sol, você pode exigir a ingestão adicional de vitamina D por meio de alimentos fortificados ou suplementos dietéticos.

Converse com seu médico sobre um nível adequado de exposição ao sol para obter uma síntese adequada de vitamina D e para discutir o possível benefício dos suplementos de vitamina D.


Conheça o método das FAMOSAS
para perder 4 kg em até 7 dias
>>CLICK AQUI<<

15/10/2017

Os 50 alimentos mais saudáveis para as Mulheres!
   
Parte 2
   
Continuação dos Super alimentos para uma super MULHER

COMO NÃO FICAR DOENTE...


Os seguintes alimentos também estão inseridos na Alimentação Saudável e podem reivindicar o seu direito de estar no topo da cadeia alimentar:

🍊 Alimentos que podem combater doenças graves como diabetes, câncer e doenças cardíacas;
 
🍊 Alimentos que podem fortalecer seu sistema imunológico;
 
🍊 Alimentos para proteger e suavizar a pele;
 
🍊 Alimentos para ajudá-la a perder peso ou ficar magra;
 
🍊 Alimentos para melhorar a sua qualidade de Vida.

Se você já está comendo a maioria destes alimentos saudáveis, bom para você!
  
Se não! agora é a hora de carregar o seu carrinho de compras e supercarregar a sua saúde de alimentos saudáveis.

"Porque fazer uma >>alimentação<< saudável para evitar doenças?"

Monte seu prato com essas superestrelas da Nutrição...
 
💚 Azeite
   
O azeite está cheio de gorduras monoinsaturadas saudáveis para o coração, que diminuem o colesterol LDL "ruim" e elevam o colesterol HDL "bom". É rico em antioxidantes, o que pode ajudar a reduzir o risco de câncer e outras doenças crônicas, como a doença de Alzheimer. Procure por óleos extra virgem para a maioria dos antioxidantes e sabor. Regue pequenas quantidades de legumes antes de assar; Use-o para refogar ou refogar, em molhos e marinadas, e para
saborear o pão no jantar, em vez de uma camada de manteiga ou margarina.
   
💚 Abacate

o abacate é verde vivo e conforme amadurece se torna mais escuro, quase preto. A polpa é verde-clara ou amarelada e tem textura cremosa.
 
É uma grande fonte não só de MUFAs(Gorduras Saudáveis) mas de outros nutrientes chaves, como Vitaminas, Minerais e Fibras também. Um estudo da Universidade do Estado de Ohio descobriu que quando o abacate foi adicionado a saladas e salsa, ele ajudou a aumentar a absorção de carotenoides específicos, compostos vegetais ligados ao menor risco de doença cardíaca e degeneração macular, uma das principais causas de cegueira.


Os abacates são embalados com compostos protetores do coração, tais como a fibra solúvel, a vitamina E, o folate, e o potássio, diz Elizabeth Somer, RD, autor de 10 hábitos que confundem acima da dieta de uma mulher. Mas eles são um pouco alto em calorias.
  
Para evitar ganho de peso, use o abacate no lugar de outro alimento com alto teor de gordura ou condimento, como queijo ou maionese.
    
💚 Brócolis
  
Escolha qualquer doença potencialmente fatal como câncer, doença cardíaca, diabetes e comece a comer mais brócolis na sua dieta e com a ajuda dos seus primos crucíferos podem ajudá-lo a vencê-lo, sugere a pesquisa de Johns Hopkins.
  
A média de apenas quatro porções semanais de vegetais como brócolis, repolho e couve-flor cortou o risco de morrer de qualquer doença em 26% entre 6.100 pessoas estudadas por 28 anos.
  
Alguns estudos comprovaram que ele é eficaz na prevenção de doenças cardiovasculares, de diabetes e até do câncer. Pelo seu poder de regeneração celular e reparação do DNA, ele age como um “corretor” de possíveis erros, impedindo a formação de células pré-cancerígenas.
    
O sistema imune, aquele que combate os vírus e bactérias, também é beneficiado pelo consumo do vegetal.
   
O zinco presente no brócolis ajuda a defesa do organismo contra antígenos. Assim, os resfriados e outras doenças são afastados quando ele está presente na dieta. Ele também contêm um importante protetor para as grávidas, o folato.
  
Esse nutriente é indicado para todas as gestantes porque previne defeitos na formação do feto e consequentes doenças congênitas.
   
Consumir o brócolis na gravidez, então, é super recomendado!
    
💚 Espinafre
  
Vamos poupar-lhe das piadas do Popeye, o espinafre tem Nitratos que podem fortalecer a saúde dos músculos, pesquisadores descobriram o mecanismo pelo qual os nitratos ajudam a tonificar os músculos.
   
Estudos mostraram que os nitratos agem em duas proteínas associadas com a regulação do cálcio em humanos. Quando o nível destas proteínas aumentam, mais cálcio é liberado no corpo. Isto por sua vez aumenta a contração muscular.

O espinafre contem porções da luteína, o pigmento amarelo do sol encontrado nas gemas de ovo.
   
Além de proteger contra a degeneração macular relacionada à idade, uma das principais causas de cegueira, a luteína pode prevenir ataques cardíacos, mantendo as paredes das artérias livres de colesterol.
    
Espinafre também é rico em ferro, que ajuda a fornecer oxigênio para suas células de energia, e folato, uma vitamina B que previne defeitos de nascimento.
   
Cozinhe folhas congeladas de espinafre, eles fornecem mais ferro quando cozido do que cru e servem como prato de acompanhamento no jantar algumas vezes por semana.
 
💚 Tomates
    
Os tomates são as nossas fontes mais comum de um fito nutriente chamado licopeno, um antioxidante que pode proteger contra doenças cardíacas e o câncer de mama. 
 
Também, apresenta outros fito nutrientes como o betacaroteno, luteína e zeaxantina, que melhoram a visão e ajudam a proteger os olhos contra a degeneração.
 
É rico em vitamina C, um nutriente essencial para manter o sistema imunológico forte.


O tomate facilita a produção do aminoácido carnitina, o qual acelera em mais de 30% a velocidade do metabolismo promovendo a queima de gordura no organismo.
  
Pesquisas vem demonstrando que o tomate fresco diminui o colesterol "ruim" o LDL e triglicerídeos.

Também, vai ajudar a evitar o acúmulo de plaquetas no sangue que é um fator de risco para aterosclerose.
 
💚 Batatas doces
   
Uma das melhores fontes de vitamina A, um nutriente essencial que protege os olhos, a pele e os revestimentos de nossos tratos respiratórios, urinários e intestinais.

É de alimentos que contêm betacaroteno, que seu corpo vai transformar em vitamina A após de ingerido ou atuar como um antioxidante protegendo as células dos radicais livres.

Alimentos ricos em betacaroteno incluem as cenouras, abóbora, couve e melão e mas as batatas-doces que são as campeãs de betacaroteno se comparada com outros vegetais e frutas.

Uma batata doce com 100 g fornece somente 115 calorias mas de 80% do VD da vitamina A.
 
Substitua as frituras de hoje à noite por uma batata doce cozida média e comece a usufruir dos seus benefícios.
 
💚 Alho
  
O Alho é considerado como um super alimento porque tem imensas virtudes curativas, proporciona importantes benefícios para a saúde.

O alho é um alimento saudável, rico em nutrientes (vitaminas, sais minerais e aminoácidos) que deve fazer parte de uma dieta alimentar equilibrada e saudável.
 
O alho contém mais de 70 fito químicos ativos, incluindo alicina, estudos mostram que pode diminuir a pressão arterial elevada em até 30 pontos. O alto consumo de alho baixou as taxas de cânceres ovarianos, colorretais e outros, de acordo com uma revisão da pesquisa no American Journal of Clinical Nutrition.
 
A alicina também combate as infecções e as bactérias. Pesquisadores britânicos deram a 146 pessoas um placebo ou um extrato de alho por 12 semanas; os que ingeriram o extrato de alho tiveram dois terços menos chances de pegar um resfriado.

  
"Você pode ver >>aqui<< como mudar os seus hábitos alimentares"
 
💚 Pimentas vermelhas
   
Frutas cítricas tem todos os créditos voltados para a vitamina C, mas as pimentas vermelhas são realmente a melhor fonte.

A vitamina C pode ser melhor conhecida por benefícios de pele e imunidade. Pesquisadores do Reino Unido analisaram a ingestão de vitamina C em 4.025 mulheres e descobriram que aqueles que comiam mais tinham menos rugas e secura. E embora obtendo bastante vitamina C não irá impedi-lo de pegar um resfriado ou gripe, estudos mostram que poderia ajudá-lo a recuperar mais rapidamente.

A vitamina C tem outras credenciais importantes, também. Pesquisadores finlandeses descobriram que os homens com níveis baixos eram 2,4 vezes são mais propensos a ter um Acidente Vascular Cerebral (AVC), e cientistas australianos descobriram recentemente que o antioxidante reduz a dor no joelho protegendo-os contra a artrite.
    
💚 Figos

Quando você pensa em produtos ricos em potássio, figos provavelmente não vêm à mente, mas você pode se surpreender ao saber que seis figos frescos têm 891 mg do mineral que reduz a pressão sanguínea, quase 20% de sua necessidade diária.

É o Dobro do que você encontraria em uma grande banana. Em um estudo recente de 5 anos na Holanda, as dietas com alto teor de potássio foram associadas a menores taxas de morte por todas as causas em adultos saudáveis de 55 anos ou mais.
  
Figos são uma das melhores fontes de cálcio, contem principalmente hidratos de carbono e fibras dietéticas.

Vitaminas como a do complexo B, vitamina C e vitamina K estão presentes no Figo. Ferro, Magnésio, Potássio e Fósforo são alguns dos minerais encontrados e ainda são ricos em Vários tipos de antioxidantes.
  
💚 Blueberry

Os mirtilos(como é conhecido no Brasil) é rico em antioxidantes que ajudam no combate aos radicais livres.

Quando os pesquisadores da Universidade de Cornell testaram 25 frutos para esses potentes compostos, descobriram que os mirtilos silvestres (que são menores do que seus primos cultivados) são os mais absorvíveis.
  
Pesquisas mostram que uma dieta rica em mirtilos podem ajudar com a perda de memória, prevenir infecções do trato urinário e aliviar a fadiga ocular.
    
Adicione até 1/2 xícara de blueberry na sua dieta diária para obter o máximo de benefícios para a sua saúde, recomenda Ronald Prior, PhD, professor adjunto de ciência de alimentos na Universidade de Arkansas em Fayetteville. Isso por si só fornece quase o dobro da quantidade de antioxidantes que a maioria dos brasileiros recebe em 1 dia.

"VEJA AGORA A IMPORTÂNCIA DE FAZER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL: GUIA PARA INICIANTES" 

PORQUE FAZER UMA SUPLEMENTAÇÃO DE BCAA's
 
COMO PREVENIR A QUEBRA MUSCULAR
Então você já ouviu falar de aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA's), mas o que exatamente eles são?

Aqui está um feedback do que são e como os BCAA's podem ajudá-lo a alcançar seus objetivos na construção dos músculos.


"Porque usar SUPLEMENTOS para reforçar e complementar a sua dieta alimentar diariamente" 

 Muitas pessoas não entendem a relação entre os aminoácidos, muitas vezes chamados de "blocos de construção" do músculo e proteínas.
    
A realidade é que a proteína é composta de aminoácidos que estão unidos. Com 20 aminoácidos usados ​​em diferentes quantidades e vários índices para formar proteínas, é fácil ver por que eles são referidos como blocos de construção.
    
Os três aminoácidos que em conjunto são referidos como BCAA's são chamados de leucina, isoleucina e valina.
    
Embora nossos corpos possam produzir alguns deles, nove aminoácidos  incluindo os BCAA's precisam ser originados de nossas dietas ou suplementos.
   
Aqui é onde a suplementação de BCAA entra.
   
Como um dos suplementos mais estudados no mercado, há dois principais benefícios que fazem dos BCAA's um componente básico do bloco para a maioria dos atletas.
 
Os BCAA's aumentam a síntese de proteínas musculares, o que significa que elas ajudam a reconstruir e desenvolver seu tecido muscular magro de forma mais eficaz.

 

Eles suportam a rápida recuperação muscular do treino intenso que aumentam de tamanho e ficam mais forte.

Ao fazer dieta ou realizar exercícios intensos, seu corpo geralmente tem menos combustível disponível em carboidratos, por isso às vezes ele quebrará o tecido muscular para usar os aminoácidos como combustível.
  
É por isso que os atletas podem perder massa muscular quando fazem dieta ou durante períodos de treinamento intenso.
  
É onde a suplementação com BCAA pode ajudar a prevenir a quebra muscular durante esse quadro.
  
Mas espere, você não pode comer alimentos ricos em proteínas para obter seus aminoácidos?

Certamente você pode! 

Mas o problema é que quando os BCAA's são unidos para formar moléculas de proteína, eles devem ser quebrados no corpo e podem demorar horas antes de entrar na corrente sanguínea.
  
Como aminoácidos independentes, os BCAA's são de forma livre e são absorvidos na corrente sanguínea muito mais rápido e, portanto, são mais eficazes ao fornecer os benefícios listados acima.

Se você está pronto para levar seu desempenho ao próximo nível, faça seus músculos um favor e confira essa dica:

Recomendo o novo BCAA Six Star® Aminos + Energy!

É embalado com um total de 5 gramas de aminoácidos, incluindo BCAA's com certeza para lhe dar a vantagem que você está procurando!

"Suplementos: Quais os mais populares para as mulheres."


Muitas das imagens do nosso blog vem de fontes diversas, sendo em sua maior parte externas e muitas não autorizadas. Algumas das fotos pertencem ao blog Habitos e Nutrição Fit, a menos que sejam creditadas. Se alguma foto de sua autoria estiver no nosso blog e você desejar sua remoção, favor enviar um email para habinutrifit@gmail.com que prontamente a retiraremos do ar.

Translate this Blog!

Pode deixar o seu recado aqui!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Seguidores Google+

Saiba o seu IMC!

Postagens mais visitadas